10/01/2018 - Franquia

É possível conciliar seu trabalho e uma franquia?

mulher escritório - texto É possível conciliar seu trabalho e uma franquia?

O mercado de franquias é sempre uma opção tentadora para quem anseia abrir o próprio negócio. Porém, principalmente no começo do processo, muitas vezes, é necessário dividir-se entre o trabalho fixo e a carreira atual e o novo investimento.

Para muitos, o segredo do sucesso de um negócio está diretamente ligado ao empenho exclusivo do empreendedor. Estar à frente da gestão operacional é importante sim, porém, existem modelos de franquias que permitem uma certa flexibilidade em relação a administração, tarefas e carga horária.

Possibilidades

Se intenção é abrir algo de maior porte e complexidade, como uma loja física, por exemplo, e conciliar com o emprego atual apenas no começo do empreendimento até vê-lo estabilizado e com o retorno financeiro desejado, é importante ter em mente que uma equipe de confiança será fundamental, assim como o aprendizado e amadurecimento acerca do setor atuante.

Agora se a ideia é abrir uma microfranquia, com possibilidade de trabalho home-based mantendo o trabalho fixo, ótimo. Esse modelo é ideal para aqueles que não dispõem de alto capital inicial, não desejam manter um ponto comercial e não estão no momento de gerir um negócio maior.

O importante neste caso é analisar bem o modelo proposto pela franqueadora e a dedicação exigida. O Modelo Express do Mapa da Mina, por exemplo, permite que o franqueado distribua displays em diferentes estabelecimentos comerciais que tenham sinergia com os produtos e, através de um sistema integrado, acompanhe e gerencie pedidos e estoque. Sem funcionários, sem ponto comercial. É um ótimo formato para conciliar o trabalho fixo com a microfranquia até o novo negócio gerar receita suficiente para ser a única fonte de renda.

Como fazer dar certo?

Ocupar duas funções, a de empreendedor e funcionário significa, muitas vezes, abrir mão do lazer, por exemplo. Mas, é preciso ter cuidado: excessos podem gerar sobrecarga do corpo e da mente, interferindo negativamente nos resultados do trabalho e do negócio.

O primeiro passo para conciliar tudo satisfatoriamente é ter paixão pelo que faz e por aquilo que está prestes a fazer. Quem faz o que gosta se dedica mais, arranja tempo, energia e, dessa forma, consegue dar conta de vários afazeres em paralelo de uma maneira menos cansativa e mais prazerosa.

O segundo passo é fazer um bom planejamento e pensar nos mínimos detalhes. Organização, preparo e dedicação são fatores que ajudarão a transformar os sonhos em realidade.

 

Deixe seu comentário