17/01/2018 - Franquia

É revendedora e quer expandir as vendas? Veja a solução que a microfranquia de semijoias oferece

vendedora compradora - texto É revendedora e quer expandir as vendas? Veja a solução que a microfranquia de semijoias oferece

O trabalho de revenda de produtos é um dos ramos mais tradicionais e que vem apresentando crescimento no número de profissionais interessados em incrementar a renda. Com cerca de 4,3 milhões de empreendedores pelo país e R$ 40,4 bilhões em volume de negócios em 2016, o mercado brasileiro de venda direta representa 5% do segmento mundial e continua sendo o mais importante da América Latina, de acordo com a ABEVD, associação representativa do setor.

Marcas como Avon, Natura, Tupperware, Mary Kay e Yakult são famosas por esse formato de vendas, onde a figura da pessoa revendedora é o que representa a empresa nas ruas e é responsável por reunir base de clientes fiéis, garantindo o retorno do investimento. “A venda direta é um canal importante para a manutenção da saúde financeira de muitas famílias Brasil afora, pois contribuem em 40% no orçamento familiar”, afirma a diretora presidente da ABEVD, Ana Beatriz Macedo da Costa.

Microfranquia é uma ótima oportunidade

A questão é que, com o sucesso nas revendas, muitas pessoas passam a escolher o que até então era um complemento de renda, como a principal atividade profissional e mudam de carreira. No entanto, o crescimento das vendas altera as rotinas de entrega e atendimento tornando-as mais exaustivas, o que abre oportunidade para outros formatos de negócios, como o das microfranquias, para trabalhar paralelamente.

Mas qual o diferencial?

Tenha parceria com estabelecimentos comerciais

O modelo de microfranquia do Mapa da Mina, que está há mais de 20 anos no mercado de semijoias, possibilita que os acessórios como pulseiras, brincos e anéis sejam expostos dentro de uma torre posicionada estrategicamente em estabelecimentos comerciais como salões de beleza, lojas de cosméticos e perfumarias parceiras.

Na prática, a abordagem é parecida como a que as revendedoras utilizam ao deixar um catálogo de produtos com o gerente ou dono de um ambiente de grande fluxo de pessoas. No entanto, com o diferencial de não haver a necessidade de a franqueada coletar e retirar pedidos, já que a torre estará com os produtos para a prova e compra imediata.

Venda com mais segurança

Um outro ponto a ser considerado é a segurança. Isso porque, dependendo do produto revendido, o valor agregado é maior e pode ser um risco transitar com os mostruários e o volume de itens a serem entregues para os clientes. Esse é o caso das semijoias. Pensando em unir o útil com o agradável, o modelo Express do Mapa da Mina é uma opção para as tradicionais revendedoras se tornarem franqueadas e diversificarem os produtos vendidos com segurança.

Assim, todos saem ganhando: franqueadora, estabelecimento parceiro e a cliente.

Gostou da ideia? Então conheça mais sobre o modelo Express assistindo a este vídeo e aproveite a oportunidade de expandir as vendas, ampliar o leque de produtos oferecidos aos seus clientes e ainda ser uma franqueada Mapa da Mina!

 

10/01/2018 - Franquia

É possível conciliar seu trabalho e uma franquia?

mulher escritório - texto É possível conciliar seu trabalho e uma franquia?

O mercado de franquias é sempre uma opção tentadora para quem anseia abrir o próprio negócio. Porém, principalmente no começo do processo, muitas vezes, é necessário dividir-se entre o trabalho fixo e a carreira atual e o novo investimento.

Para muitos, o segredo do sucesso de um negócio está diretamente ligado ao empenho exclusivo do empreendedor. Estar à frente da gestão operacional é importante sim, porém, existem modelos de franquias que permitem uma certa flexibilidade em relação a administração, tarefas e carga horária.

Possibilidades

Se intenção é abrir algo de maior porte e complexidade, como uma loja física, por exemplo, e conciliar com o emprego atual apenas no começo do empreendimento até vê-lo estabilizado e com o retorno financeiro desejado, é importante ter em mente que uma equipe de confiança será fundamental, assim como o aprendizado e amadurecimento acerca do setor atuante.

Agora se a ideia é abrir uma microfranquia, com possibilidade de trabalho home-based mantendo o trabalho fixo, ótimo. Esse modelo é ideal para aqueles que não dispõem de alto capital inicial, não desejam manter um ponto comercial e não estão no momento de gerir um negócio maior.

O importante neste caso é analisar bem o modelo proposto pela franqueadora e a dedicação exigida. O Modelo Express do Mapa da Mina, por exemplo, permite que o franqueado distribua displays em diferentes estabelecimentos comerciais que tenham sinergia com os produtos e, através de um sistema integrado, acompanhe e gerencie pedidos e estoque. Sem funcionários, sem ponto comercial. É um ótimo formato para conciliar o trabalho fixo com a microfranquia até o novo negócio gerar receita suficiente para ser a única fonte de renda.

Como fazer dar certo?

Ocupar duas funções, a de empreendedor e funcionário significa, muitas vezes, abrir mão do lazer, por exemplo. Mas, é preciso ter cuidado: excessos podem gerar sobrecarga do corpo e da mente, interferindo negativamente nos resultados do trabalho e do negócio.

O primeiro passo para conciliar tudo satisfatoriamente é ter paixão pelo que faz e por aquilo que está prestes a fazer. Quem faz o que gosta se dedica mais, arranja tempo, energia e, dessa forma, consegue dar conta de vários afazeres em paralelo de uma maneira menos cansativa e mais prazerosa.

O segundo passo é fazer um bom planejamento e pensar nos mínimos detalhes. Organização, preparo e dedicação são fatores que ajudarão a transformar os sonhos em realidade.

 

03/01/2018 - Franquia

Como gerenciar mais de uma franquia?

notebook mulher - texto Como gerenciar mais de uma franquia?

Possuir uma franquia já é algo que requer muita pesquisa, organização e preparação do empreendedor. Aos conhecidos como multifranqueados – aqueles que têm mais de uma franquia – então, o trabalho é, de certa forma, dobrado. Segundo a ABF, essa prática já é muito adotada na Europa e nos Estados Unidos e está virando a realidade de muitos também no Brasil.

Muitas franquias, procurando suprir e atender esse tipo de público, agregar valor à marca, potencializar sua participação no mercado e ofertar ao seus franqueados a possiblidade de atender diferentes públicos, adotam vários modelos de negócios como loja, quiosque e home based, por exemplo.

Para o franqueado, ser dono de mais de uma unidade em modelos diferentes da mesma rede de franquias é uma vantagem, pois ele não precisará estudar e aprender sobre um novo mercado, e as chances de alavancar seu negócio e expandir seu faturamento são maiores.

Um grande benefício para multifranqueados que escolhem investir e atuar em uma segunda unidade da mesma franquia é que, ao surgir a necessidade de realocar funcionários ou preencher cargos de gerência, por exemplo, é possível analisar e selecionar colaboradores em todas as operações. Sem contar que a facilidade em lidar com controle de estoque e fluxo de caixa de negócios semelhantes é um diferencial.

Mas, alguns pontos são primordiais para a boa gestão e expansão dos negócios. Saber identificar e investir em bons funcionários, é o primeiro deles. Eles são o primeiro contato com cliente. É necessário que tenham uma filosofia alinhada à do negócio e que o ambiente de trabalho seja o melhor possível.

Além disso, colaboradores preparados e de confiança, tem autonomia e capacidade nos momentos de crises ou na hora de resolver pequenos problemas, permitindo que o franqueado foque sua preocupação e dedique maior tempo às questões mais estratégicas.

Fazer um bom planejamento e contar com programas de controle e gestão é o segundo destaque. Softwares e recursos digitais permitem acompanhar tudo de perto. Assim não é necessário realizar visitas frequentes em todas as suas unidades.  Existem programas que mostram o rendimento dos colaboradores, quais serviços/produtos mais vendidos, ticket médio de clientes, etc. Com todos estes dados, fica mais fácil e assertivo tomar decisões gerenciais.

Equipe e gestão, aliadas ao comprometimento e envolvimento do franqueado no dia a dia de trabalho das suas franquias serão fatores decisivos para o crescimento saudável dos negócios.  Afinal, se uma vez deu certo, é só seguir a receita e se esforçar para que o segundo saia melhor que o primeiro. As chances rumo ao sucesso são grandes.

 

Páginas 12315