05/09/2017 - Franquia

Como obter mais retorno investindo na mesma franquia?

Como obter mais retorno investindo na mesma franquia?

Com o objetivo de ampliar a rentabilidade do negócio no modelo de franquia, muitos franqueados têm investido em diferentes formatos da mesma marca para intensificar a participação no mercado e atingir maior diversidade de público. Mas para este casamento ter sucesso e incrementar a renda, é necessário estudar a gestão atual, o potencial de retorno e o próprio perfil do investidor para comandar mais de um negócio ao mesmo tempo.

Após abrir 15 lojas – entre quiosques, lojas de autoatendimento e atendimento personalizado -, a rede de franquias de semijoias Mapa da Mina apostou no modelo Express, em que as peças e os acessórios são comercializados em torres dentro de estabelecimentos comerciais, como salões de beleza e perfumarias. Com esta decisão, a marca dá autonomia ao franqueado, que fica responsável pela prospecção de pontos de venda e treinamento de representantes para atender as clientes.

A aceitação do novo formato de microfranquia está superando as expectativas, com a procura dos próprios franqueados da marca querendo expandir a atuação com investimento mais acessível. Já os franqueados que iniciam com a marca partindo do modelo Express e conseguem expandir para mais de 30 torres em operação são direcionados a investir em um quiosque da marca ou em uma loja.

Essa variedade no formato do atendimento permite que o franqueado alcance maior diversidade de público em locais diferentes de atuação. Com isso, a rentabilidade do negócio também é ampliada. De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), nas redes que atuam em vários formatos, a estimativa de retorno do investimento inicial das microfranquias é mais curto do que as demais unidades.

Além disso, em 41% das redes que possuem dois modelos, os franqueados da microfranquia possuem média de pró-labore de R$ 3.611, e outros 20% ultrapassam os R$ 5 mil mensais. Aliar os dois formatos permite que estes ganhos aumentem ainda mais.

Para ter certeza de que é o momento certo para ampliar o investimento na marca, é importante procurar o suporte da franquia para realizar um estudo dos resultados já obtidos com o primeiro negócio e verificar se a estratégia tem potencial na região desejada pelo franqueado.

 

29/08/2017 - Franquia

Engenheiro aposta no modelo de franquia para ganhar qualidade de vida

Engenheiro aposta no modelo de franquia para ganhar qualidade de vida

A busca por qualidade de vida foi o que transformou a carreira do engenheiro carioca Leo Fernando Ambram, que há dois anos decidiu deixar as operações logísticas de grandes empresas para investir no modelo de franquias e abrir um quiosque de semijoias do Mapa da Mina. O negócio deu tão certo que o empresário atingiu resultados acima do esperado e já planeja abrir uma segunda unidade.

Localizado no shopping Nova América, no Rio de Janeiro, o quiosque comandado pelo engenheiro fatura cerca de R$ 50 mil mensais – valor superior à média de R$ 35 mil mensais esperados pela marca – e o franqueado consegue realizar diariamente o sonho de estar mais presente em casa com a família.

Ambram conta que seu segundo empreendimento já está planejado. “Estou com a segunda unidade formatada, apenas esperando o melhor momento para realmente colocá-la em prática, pois o Rio de Janeiro está enfrentando uma crise econômica muito séria. O que me traz segurança é o suporte da marca para eu dar este passo no momento certo, sem perdas”, afirma. O plano de negócios do Mapa da Mina prevê investimento inicial para o modelo de quiosque a partir de R$ 120 mil e previsão de retorno em até 24 meses.

Atualmente, aos 44 anos, o franqueado descreve a sua trajetória recente como um ato de coragem e de parceria junto com a esposa. Ele conta que chegou a morar em Minas Gerais durante três anos e que visitava a família somente aos finais de semana até que sua filha nasceu, em 2009. Mesmo depois de pedir demissão e voltar a morar no Rio de Janeiro, Ambram não estava satisfeito com seu estilo de vida, e começou a considerar a abertura de um negócio.

Para se estruturar melhor antes de se aventurar com o próprio negócio, Ambram permaneceu trabalhando em sua área de formação até conseguir capital suficiente – em sociedade com a sogra – para abrir a franquia em meados de 2015.

“Seria uma frustração se eu não conseguisse ter o próprio negócio. Eu estava cansado do meu ritmo de trabalho em grandes empresas e ficar longe da família não é fácil. A minha esposa me incentiva muito e a franquia foi o melhor modelo que eu encontrei para concretizar o meu sonho com segurança, já que é uma empresa estruturada e com know-how para eu iniciar mesmo sem muita experiência”, conta.

HOME OFFICE

Um fator que influenciou na escolha entre um quiosque e uma loja da marca foi a flexibilidade, pois o franqueado consegue dividir o tempo de trabalho entre o quiosque e o home office de acordo com a sua disponibilidade. “Eu consigo conciliar mais o tempo em casa com o trabalho, indo ao quiosque apenas em situações pontuais – afinal, o olho do dono é que engorda o gado. E se, por acaso, o atual shopping não for mais o local ideal para o meu negócio, eu posso simplesmente desmontar o meu quiosque e levá-lo para outro ambiente sem a necessidade de reformas”, afirma.

O histórico de Ambram é um bom exemplo de que o empreendedor pode alcançar o sucesso quando tem objetivos claros, determinação e acredita no modelo da franquia que está seguindo, com estudo e planejamento prévio. O Mapa da Mina oferece todo o suporte inicial para o franqueado fazer o próprio negócio decolar, o que também é determinante para o sucesso do empresário iniciante.

 

22/08/2017 - Franquia

Definir agenda de visitas a clientes e parceiros é crucial

Definir agenda de visitas a clientes e parceiros é crucial

Ter um negócio sem escritório, trabalhando no modelo home office, tem muitas vantagens: o investimento em infraestrutura é baixo, é possível administrar os horários adequando-os ao dia a dia e às necessidades, as interrupções são menores e a produtividade acaba sendo maior.

Entretanto, não ter um escritório significa também não ter um local para receber clientes e parceiros. E o relacionamento, principalmente o pessoal, é fundamental para manter os acordos, contratos e compras.

Quando você gerencia o seu negócio de longe, é muito importante determinar um tempo para estar no dia a dia, “com a barriga no balcão” como se diz no jargão popular.

Nossos franqueados do modelo Express, por exemplo, tornam este momento de visita a hora ideal para entender com os parceiros como estão as vendas, a receptividade e interesse dos consumidores em relação aos produtos e até mesmo negociar novos locais para estabelecer acordos de parceria.

Parece muita coisa, não? Afinal, o desafio já começa com o espaço na agenda. Esta é a primeira barreira a ser vencida.

Uma dica é usar e abusar de cafés, almoços e happy hour’s, formas alternativas para conseguir aquele tempo com um contato, cliente ou parceiro importante, principalmente quando ele tem um dia a dia corrido, como é o caso de cabeleireiros, lojistas e varejistas, que lidam o dia todo com o público consumidor.

Como obter os resultados esperados?

Convite enviado? Hora de estabelecer regras para que o encontro traga os resultados esperados. Para isso, algumas premissas podem ser seguidas.

Uma delas é organizar previamente as informações sobre o negócio ou o tema que será tratado, pois isso ajuda na fluidez da conversa e deixa claro os objetivos da reunião. Levar caminhos, propostas ou alternativas para cada um deles torna o encontro altamente produtivo.

Novamente usando o exemplo dos nossos franqueados do modelo Express, eles utilizam nosso aplicativo de gestão para entender como está o desempenho de cada torre e para ter clareza das informações que serão discutidas, dos objetivos da reunião, dos caminhos e propostas que serão levados para o parceiro.

Seguindo estas orientações, é possível tornar cada encontro da agenda de visitas um momento que realmente vale a pena e traz grandes resultados.

Páginas 1234511